Psicotropicus - Centro Brasileiro de Política de Drogas

quinta-feira, 5 de junho de 2014

REFLEXÅO: ABORTO X CRACOLÅNDIA

Por Denise Leão Corrêa


Participei de uma pesquisa só com mulheres sobre diversos temas da atualidade, entre eles a legalização do aborto e segurança pública. A princípio uma coisa não tem nada a ver com a outra, mas no final consegui perceber uma relação entre os dois assuntos.

A maioria das mulheres presentes era contra o aborto por questões religiosas e a favor de mais repressão policial contra as cracolândias.

O que me chamou muito a atenção foi que essa maioria contra o aborto era a mesma maioria a favor de que a polícia retire de qualquer maneira os "cracudos" das ruas. Eles devem desaparecer porque são vagabundos, safados e sem vergonhas.

Ora, não seriam eles os filhos não abortados de pessoas pobres, sem condições de fazer abortos clandestinos caros, ou que simplesmente não quiseram realizá-los pelas mesmas questões religiosas? Agora que esses filhos nasceram e cresceram eles podem morrer ou "desaparecer"?

Essas pessoas já são vítimas do preconceito, da discriminação e são excluídas da sociedade, e ainda devem "desaparecer" para não chocar as vistas das falsas moralistas. Que pessoas são essas que não aceitam o aborto de fetos em nome de uma religião mas incentivam o recolhimento forçado e desaparecimento de crianças, adolescentes e adultos porque eles não se adequam às normas vigentes dessa sociedade religiosamente hipócrita?

publicado neste Blog por: Luiz Paulo Guanabara